Inovação

Condomínios devem planejar as finanças do ano

Condomínios são instituições que precisam estar com as contas em dia. É isso que vai fazer a diferença entre viver bem ou não nesses locais. Para isso, é imprescindível fazer a previsão orçamentária anual. Essa previsão deve levar em conta os reajustes salariais e todo o planejamento de reformas e/ou manutenção das instalações, assim como reajustes de contratos com fornecedores. Quanto mais detalhado o planejamento, maiores as chances de sucesso.

Os funcionários terceirizados, por exemplo, dependendo da categoria podem ter reajuste em fevereiro ou março. Já os funcionários próprios recebem o reajuste em maio. É preciso checar, ainda, quando as demais despesas e serviços são reajustados e por qual índice. Com esse levantamento, é possível analisar se o condomínio possui condições de honrar seus compromissos ou se ajustes precisam ser feitos como cortar despesas ou aumentar a receita. O ideal é que o condomínio também faça um fundo de reserva para imprevistos e inadimplências.

É indicado, ainda, que os condomínios contem com especialistas para administrar as contas e e fazer a previsão orçamentária, tão relevante é a estratégia. Outra importante ação é identificar possibilidades de economia de recursos. Economizar água e energia, por exemplo, é o início de uma série de mudanças que visam a otimização dos recursos do condomínio. Tudo isso ajuda a fechar as contas no azul e ter melhores condições de negociação com fornecedores de qualidade.


Fonte: Grupo Souza Lima

Leia também

More in:Inovação